Uso de métodos não invasivos em bovinos Girolando como ferramentas indicativas de animais em estresse térmico

<p>Neste estudo, objetivou-se identificar alterações nas temperaturas superficiais de vacas em lactação, criadas em clima semiárido na região do cariri cearense, por métodos não invasivos e, assim identificar, dentre os dois cruzamentos Girolando, o melhor adaptado nas condições climáticas do cariri cearense. Este trabalho foi realizado em uma propriedade, localizada no município de Barbalha - CE. Os dados foram coletados durante o período seco (Setembro-Dezembro), semanalmente, com oito coletas ao mês, após as ordenhas da manhã (2 h) e da tarde (14 h). Os parâmetros fisiológicos estudados foram as temperaturas superficiais (TS) obtidas através de dois métodos, utilizando-se o termômetro digital infravermelho e a câmera termográfica (FLIR E4). Os dados climáticos coletados foram à temperatura e umidade do ar, onde foram utilizados para calcular o Índice de temperatura e umidade (ITU). Foi observado um aumento no índice de temperatura e umidade no período da tarde em consequência ao aumento da temperatura do ar, onde houve diferenças significativas entre as médias do ITU nos turnos manhã e tarde. Para os dois métodos utilizados houve diferença significativa entre os turnos manhã e tarde em ambos os cruzamentos estudados (¾ Holandês ¼ Gir e 7/8 Holandês1/8 Gir) para médias das temperaturas superficiais corporais, porém não houve diferenças significativas entre os cruzamentos em seus referidos turnos. Os métodos não invasivos de obtenção das temperaturas superficiais corpórea mostraram-se eficazes, onde no turno da tarde houve indicação de estresse térmico em ambos os cruzamentos no período seco. A continuidade deste estudo, com coletas de dados em outros períodos (chuvoso e de transição), além do uso de mais parâmetros fisiológicos, usa de dados de produção e reprodução, irão complementar e embasar os resultados aqui descritos.</p>