RISCOS PARA O SUCESSO DA IMPLANTAÇÃO DE UNIDADES DE FRANQUIAS

2018-09-04T18:14:31Z (GMT) by Sidney Lincoln Vitorino
A competitividade globalizada exige das organizações conhecimentos para responder aos riscos e desafios demandados por cada ambiente na sua gestão de projetos. Tornando a previsibilidade, a velocidade de resposta e a adaptação, competências para sobreviverem e expandir. Para favorecer o alcance dessas competências, existe a gestão de riscos em projetos.
A expansão de uma organização objetiva o aumento da sua competitividade, nesse aspecto o setor de franquias têm se destacado, suportado pelo modelo de compartilhamento do investimento, gestão e riscos. Ainda assim, essa expansão pode ser complexa e arriscada, por isso, o objetivo dessa pesquisa é descrever como o franqueador e o franqueado percebem os riscos de um projeto de implantação de unidade de franquia. Esta pesquisa utilizou estudo de casos múltiplos, com uma abordagem exploratória descritiva e uma análise qualitativa. As organizações dos casos foram escolhidas dadas à sua relevância para o setor e os seus respectivos segmentos. A partir de três estudos de casos foram realizadas nove entrevistas de profundidades, sendo entrevistados em cada um três gestores responsáveis pela implantação de projetos das unidades de franquias. Também foram coletados dados em documentos e relatórios das redes e das unidades de franquias, bem como relatórios oficiais em órgãos fomentadores e/ou reguladores dos segmentos, além de visitas pessoais nas unidades em mais de uma ocasião inclusive como cliente oculto, e participação de um processo real de captação de franqueado. A pesquisa identificou na prática, riscos ainda não descritos na literatura e os indicadores de sucesso mais usados, para implantação de projetos de unidade de franquias. Exemplos desses riscos são: excesso de expectativas do franqueador e do franqueado; repetição de erros por falta de registro de lições aprendidas; desequilíbrio emocional do franqueado; negligencia na identificação de riscos; implantação com manuais de padronização desatualizados; excesso de confiança na experiência dos franqueadores; ignorar a satisfação das equipes; e o risco de o franqueado limitar-se aos conhecimentos disseminados pela rede e etc. Como contribuição para a prática se gerou uma lista de riscos que podem ocorrer nesse tipo de projeto, possibilitando uma gestão mais adequada de forma a garantir implantações mais bem sucedidas. Sugere-se para estudos futuros, vislumbrar sob a ótica da Teoria de Comportamento e ainda realizar um levantamento de maior abrangência geográfica, usando pesquisa survey para avaliar se os riscos identificados são realmente os mais importantes.