Predição das respostas produtivas de caprinos exóticos no semiárido brasileiro

<p><b>:</b> A caprinocultura apresenta ótimas adaptações ao ambiente semiárido. No entanto, os altos valores de temperatura do ar e radiação solar, podem influenciar no desempenho e rendimento produtivo dos animais. Com isso, objetivou-se estimar a influência dos fatores ambientais sobre o desempenho produtivo de caprinos da raça ‘Saanen’, no município de Petrolina - PE. Foram utilizados dados de temperatura média do ar e de umidade reativa do ar do município de Petrolina - PE, para o período de 1991 a 2016. De posse dos dados, foram calculados o índice de temperatura e umidade (ITU), produção absoluta de leite (PL) e a redução do consumo alimentar dos animais (RCA). Observou-se que nos períodos de janeiro a maio e de outubro a dezembro há uma maior possibilidade de declínio na produção de leite, pois são os meses em que os animais encontram-se em condições de estresse (ITU > 74). Nas condições Semiáridas de Petrolina, as cabras ‘Saanen’ apresentaram produção diária de leite de até 3,45 kg cabra<sup>-1</sup> dia<sup>-1</sup>, com ligeira queda na produção a partir do mês de outubro, se estendendo até o mês de novembro. Nos meses mais quentes e, consequentemente, os meses com maiores valores de ITU, janeiro a maio e de outubro a dezembro, os animais apresentaram valores de RCA de até 1,9 kg dia<sup>-1</sup> cabra<sup>-1</sup>, o que reflete diretamente na produção de leite. Por outro lado, no período de junho a setembro, as reduções foram em média de 0,34 kg dia<sup>-1</sup> cabra<sup>-1</sup>. Conclui-se que, os caprinos da raça ‘Sannen’ apresentam boas adaptações as condições climáticas do município de Petrolina - PE, sendo recomendada a criação dessa raça para fins de produção de leite, contribuindo assim, para a maximização na produção leiteira na região.</p>