Estado emocional de bezerros: posição de orelhas, cauda e área do globo ocular é um indicativo?

<p>O objetivo desta pesquisa foi avaliar os efeitos de estímulos ambientais sobre a posição de orelhas, cauda e área branca exposta no olho, como indicadores de estados emocionais em bezerros. O experimento foi realizado em Piracicaba/SP. Foram utilizados seis bezerros da raça holandesa com idades entre 1 e 8 semanas. Os animais foram separados individualmente para receber os tratamentos positivos (afago e aleitamento) e negativos (som agudo e susto com abertura de guarda-chuva). A aplicação dos estímulos foi dividida em cinco fases (pré-estímulo, estímulo, pós-estímulo, estimulo 2 e pós-estímulo 2), totalizando 14 minutos por animal. Foram utilizados três câmeras filmadoras posicionadas estrategicamente para gravar as orelhas, cauda e olho, e posteriormente, os dados foram obtidos através da análise das imagens. Foi utilizado teste T para análise da área de globo ocular e a análise descritiva dos resultados referentes a posição de orelhas e cauda. Não foi possível concluir se o aumento da área branca no olho é proveniente de estímulo positivo ou negativo. Durante emoções positivas as orelhas se orientam para trás, e nas negativas, estas se orientam para frente. Na manifestação de emoções positivas a cauda sofre um arqueamento na base, ou se agitam freneticamente, enquanto que nas emoções negativas estas ficam entre as patas traseiras.</p>