Efeitos do sombreamento sobre a temperatura de superfície corporal obtida por termografia e sua associação com a produção de leite

<p>Objetivou-se avaliar a associação entre a termografia infravermelha (TIV) de diferentes pontos anatômicos com a produção de leite das vacas, com e sem disponibilidade de sombra. Foram utilizadas 16 vacas divididas igualmente em quantidade aos grupos Gir e Girolando (1/2 Gir ½ Holandesa), em ambiente de pleno sol e sombra. Estas foram monitoradas em datas distintas com uma variação de 7 dias entre elas. Para cada animal foram coletadas imagens de infravermelho (vista lateral de todo o corpo e úbere) para cada período: manhã e tarde durante o verão. Os dados foram analisados através da correlação de Pearson. O período do dia altera a temperatura superficial de flanco e úbere. A presença de sombra altera a temperatura do flanco. As correlações entre a temperatura do úbere e flanco medidas pela TIV foram positivamente associadas. A maior associação foi observada entre a temperatura do úbere e o flanco, e menor negativa entre a temperatura do úbere e flanco para o ITU. Já com a produção leiteira a correlação não foi significativa.</p>