Efeito da hora do dia sobre os níveis de glicose circulante de ovinos de diferentes grupos genéticos no semiárido

<p>Objetivou-se analisar a influência da temperatura ambiente sobre os níveis de glicose circulante de ovinos de diferentes grupos genéticos em confinamento no semiárido. Foram utilizados 30 ovinos machos, não castrados, sendo 10 da raça Somalis, 10 mestiços ½ Dorper + ½ Somalis e 10 Morada Nova, com aproximadamente 150 dias de idade, peso vivo inicial médio de 25 kg, confinados. Os animais foram alimentados com feno de capim tifton<i>, </i>como suporte receberam ração composta por farelo de soja, milho moído, óleo vegetal e mistura mineral, além de água, <i>ad libitum</i>. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado (DIC). Foram avaliados os níveis de glicose na corrente sanguínea, coletados às 8h, 10h, 12h e 14h, cada horário em um dia diferente e com intervalos de 15 dias. A temperatura ambiente teve efeito na variável analisada, os dados fisiológicos apontaram que o horário das 14h mostrou-se mais prejudicial aos animais. Houve efeito significativo em referência aos horários de coleta e os genótipos avaliados, sendo a raça Morada Nova o genótipo que apresentou menores níveis de glicose circulante.</p>