ENSINO DE BEM-ESTAR ANIMAL, ETOLOGIA, BIOÉTICA E BIOCLIMATOLOGIA NOS CURSOS DE MEDICINA VETERINÁRIA BRASILEIROS: ATUALIZAÇÃO 2017

Frente às demandas da sociedade por uma atuação mais humanitária com os animais, os currículos de Medicina Veterinária se tornam instrumentos na formação dos futuros médicos veterinários. O objetivo do estudo foi traçar um perfil do ensino de Medicina Veterinária brasileira em relação às disciplinas de Bem-estar Animal (BEA), Etologia (ETO), Bioética (BIOE) e Bioclimatologia (BIOC). O método utilizado foi análise de grades curriculares disponíveis <i>online</i>, das universidades inscritas no sítio do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Encontrou-se 193 Instituições cadastradas, das quais 29 não possuíam informações quanto à grade curricular em seus sítios eletrônicos. Assim, no total, 164 universidades foram avaliadas. Destas, a maioria oferta o curso de Medicina Veterinária em período integral (matutino e vespertino) (n=60, 36,0%), e a minoria em período noturno (n=18, 10,9%), com a concentração das Universidades na região Sudeste do Brasil (n=73, 44,5%). Em relação às ofertas de disciplinas, 104 (63,4%) universidades têma disciplina BEA;47 (28,65%) têm ETO; 111 (67,6%) têm BIOE e 60 (36,5%) têm BIOC. Percebe-se que o ensino de BEA, ETO e BIOC são majoritariamente oferecidos entre o 1° e 4° períodos (58,0%, 62,0% e 75,9%, respectivamente), no entanto, a disciplina de BIOE é ofertada tanto no primeiro período (n=26, 24,3%), quanto no 9° (n=20, 18,9%). Todas as quatro disciplinas têm caráter obrigatório (BEA - 71,0%; ETO - 62,0%; BIOE - 85,0% e BIOC - 76,7%), e a maior carga horária (horas/aula) é da disciplina BIOC (48,5 ± 1,71), seguida por ETO (45,8 ± 2,85), BEA (43,7 ± 1,92) e BIOE (41,45 ± 2,97). Conclui-se que o ensino brasileiro de Medicina Veterinária tem uma evidente carência na oferta de ensino em ETO e BIOC e que há uma concentraçãodas disciplinas de BEA, ETO e BIOC principalmente nos períodos básicos do curso e uma difusão no período de oferta da disciplina de BIOE.