Comportamento ingestivo de vacas de raças zebuínas em sistema de Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF) no Cerrado

<p>Avaliou-se o comportamento ingestivo de vacas da raça Gir e mestiças em áreas com e sem disponibilidade de sombra. O estudo foi conduzido no Centro de Tecnologias em Raças Zebuínas Leiteiras (CTZL) da Embrapa Cerrados (15°S). Oito vacas da raça Gir e oito mestiças (Girolanda - 1/2 Gir ½ Holandês) foram distribuídas inteiramente ao acaso em duas áreas de pasto, sendo uma com disponibilidade de sombra e outra sem. Por meio da observação direta, foram quantificadas as atividades de pastejo, ruminação, ócio, consumo de água e concentrado. Modelos lineares generalizados foram utilizados para testar os efeitos do tipo de ambiente, raça e interações. A comparação das médias foi obtida pelo teste de Tukey (5%). Em ambos os tratamentos o tempo de pastejo não foi significativo. Na sombra, os animais apresentaram maior tempo (P < 0,05) de ruminação e ingestão de concentrado. As vacas mantidas em ambiente sem disponibilidade de sombra apresentaram maior tempo (P < 0,05) de ingestão de água e permanência em ócio. As vacas Gir passaram menor tempo em pastejo e maior tempo em ócio quando comparadas às Girolandas. Conclui-se que a ausência de sombra provoca alteração no comportamento ingestivo de vacas Gir e Girolando.</p>