Avaliação do desempenho de suínos na fase de maternidade em granja comercial no município de Paragominas-PA

<p>Objetivou-se com este trabalho avaliar os efeitos da ordem de parto, classe de peso dos leitões ao nascimento e sexo sobre o desempenho dos animais nas diferentes fases de criação. O experimento foi conduzido na Granja comercial, localizada na Rodovia PA-125 no município de Paragominas-PA. Foram selecionadas um total de nove matrizes suínas (Camborough 25), inseminadas por machos semelhantes (AGPIC 337), sendo três matrizes primíparas (1° Parto), três secundíparas (2º parto) e três multíparas (3º ordem de parto ou superior). O experimento foi conduzido em um delineamento inteiramente casualizado, sendo utilizados como tratamento as ordens de parto das matrizes, sexo dos leitões e classificação de peso dos leitões ao nascimento (0,00 - 1,00 Kg classificados como leve, 1,01 - 1,600 Kg classificado como médio, e igual ou acima de 1,601 Kg, classificado como pesado). Após o parto os leitões foram alojados em conjunto com sua respectiva matriz, sendo cada leitão considerado uma unidade experimental. As variáveis analisadas para todas as fases referentes aos leitões foram: ganho de peso diário, peso vivo e mortalidade. Os leitões foram identificados logo após o parto através de brincos, sendo posteriormente pesados. Foram realizadas pesagens dos animais a cada 7 dias durante a fase de maternidade. Os dados foram analisados estatisticamente pelo software SAS, sendo realizada a ANOVA com P<0,05 e em caso de diferença estatística as médias foram comparadas pelo teste de Tukey com P<0,05. O peso ao nascimento influenciou significativamente no peso da próxima fase de criação. A ordem de parto influenciou significativamente o peso ao nascimento dos leitões.</p>